Carros e Motos

Peugeot revela novo 408, que passa ser um  SUV com ares de cupê

Publicados

Carros e Motos

source
Peugeot 408 tem estilo bastante arrojado com apelo esportivo, seguindo o novo padrão de design da marca
Divulgação

Peugeot 408 tem estilo bastante arrojado com apelo esportivo, seguindo o novo padrão de design da marca

A Peugeot apresenta o crossover 408. O lançamento terá versões híbridas e a combustão inicialmente, mas uma variante completamente elétrica está programada para o futuro.

O modelo irá enfrentar Renault Arkana e Citroen C5X , que representam o mesmo segmento, mas também estão voltados para os hatches Skoda Octavia e Ford Focus , modelos que não são de entrada, mas também não são “Premium” no mercado europeu.

Em termos de tamanho, o novo 408 ficará entre o hatch 308 e o sedã 508, e a mídia européia estima que será vendido a partir de €32,000 (R$ 174,600) com a motorização 1.2 Puretech híbrida.

O Peugeot 408 é um dos últimos modelos a ser construídos na plataforma EMP, que deverá ser substituída pela STLA após 2024, e 4,690 mm de comprimento com 2,787 mm de entre-eixos e abaixo dos 1,500 mm de altura, fazendo do 408 mais baixo que um SUV. 

O visual do novo 408 é bem arrojado e conversa com outros modelos da fabricante francesa. Na dianteira a “grade” é composta por diversas partes coloridas na cor da carroceria e complementam o ar de agressividade, acentuado pelos faróis finos e pelo LED imitando um dente de sabre.

Na lateral o elemento mais notável são os apliques em plástico preto nos arcos de roda, que passam pelas bases das portas e se estendem até o para choque traseiro. Chama a atenção também o logotipo da Peugeot abaixo da base do retrovisor e um elemento que parece ser vidro, posicionado na coluna traseira do veículo que amplia a percepção de comprimento do carro.

Leia Também:  BMW X7 2023 chega com frente polêmica e motorização híbrida leve

Na traseira, o desenho de SUV é mais notável pelo vidro pequeno e o para choque pintado em preto e posição bem alta das lanternas, vindas do 308. Além do para choque, os apliques aerodinâmicos no caimento do teto chamam atenção e são chamados pela Peugeot de “orelhas de gato”.

O interior é bastante estiloso e parece ser de veículos até mais caros. Apresenta o tradicional i-Cockpit que consiste no painel de instrumentos digital e com tecnologia 3D aliado à um volante pequeno e ainda conta com uma central multimídia de 10 polegadas sensível ao toque.

O modelo ainda oferece bancos de couro napa com massagem, teto panorâmico, sistema de áudio de alta fidelidade assinado pela Focal. O 408 ainda conta com assistente de estacionamento 360°, controle de cruzeiro adaptativo com função “stop and go” e terá ainda mudança de faixa semi automática, que funcionará assim que o motorista ligar a seta.

Interior segue o mesmo estilo arrojado visto por fora, com mostradores digitais e posição de dirigir esportiva
Divulgação

Interior segue o mesmo estilo arrojado visto por fora, com mostradores digitais e posição de dirigir esportiva

O modelo será equipado com o motor 1.2 PureTech, de três cilindros, de 129 cv que traciona as rodas dianteiras e é acoplado ao câmbio automático de 8 marchas. Esse conjunto é capaz de ir de 0 a 100 km/h em cerca de 10.4 segundos no “irmão” Citroën C5 X .

As versões híbridas plug-in serão equipadas com um motor PureTech 1.6, de quatro cilindros (Na verdade, o motor é um THP rebatizado) e um motor elétrico de 81 kW, conectados ao câmbio automático de 8 marchas e também com tração dianteira.

Leia Também:  Lady Gaga revela que rasante de avião em "Hold My Hand" não era CGI

A versão intermediária entrega 178 cv no somatório dos dois motores, enquanto na versão de topo de linha a cavalaria aumenta para 225 cv.

O tempo de 0 a 100 km/h também não foi divulgado, assim como a autonomia elétrica do 408, porém, por ser construído na mesma plataforma e apresentar similaridades mecânicas com o Citroën C5X , podemos utilizá-lo como parâmetro. O “irmão” do 408 vai de 0 a 100 km/h em 7.9 segundos e alcança cerca de 40 km de autonomia apenas utilizando energia elétrica. As baterias de 12.4 kWh carregam em 3 horas e 50 minutos utilizando o carregador portátil que é disponibilizado com o veículo.

O novo 408 será vendido a partir do início de 2023 na Europa e na China, e terá uma versão elétrica sendo lançado em algum momento. Neste mês, a Peugeot já havia anunciado que o modelo será um veículo global. Se chegar ao Brasil,  deverá ser mais caro que o SUV 3008 , disponível hoje a partir de R$234.490.

Parte de segurança também foi bem estudada na nova geração do Peugeot 408, com airbags por todos os lados
Divulgação

Parte de segurança também foi bem estudada na nova geração do Peugeot 408, com airbags por todos os lados

O novo Peugeot 408 será equipado com comando de voz e reconhecimento de voz, permitindo o condutor saber informações a partir do comando “Ok, Peugeot”, e terá tutoriais integrados à central multimídia para auxiliar os usuários a aproveitarem melhor tudo o que o carro tem a oferecer.

Além do grande espaço entre-eixos do novo 408 , os passageiros terão diversos nichos para guardar objetos (33 litros), copos, apoio de braço, e entradas USB C, tudo isso foi pensado para proporcionar a melhor experiência possível para os passageiros.

O porta-malas tem 536 litros de capacidade e quando os bancos traseiros bipartidos são rebatidos (o que acontece de forma elétrica) a capacidade aumenta para 1.611 litros, e pode transportar objetos de até 1.89m de comprimento.

Na versão do novo Peugeot 408 combustão ainda há 36 litros extras, disponíveis abaixo do tapete do porta-malas, pela localização, deve ser a posição onde o carregador é guardado nas versões híbridas.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Carros e Motos

Veja vídeo e detalhes da menor casa sobre rodas do mundo

Publicados

em


A ‘obra’ é criação do artista e escultor de Boston Jeff Smith, que levou dois anos para fazer a pequena habitação
Reprodução

A ‘obra’ é criação do artista e escultor de Boston Jeff Smith, que levou dois anos para fazer a pequena habitação

A menor casa do mundo tem apenas 2,2 metros de comprimento, 1,1 metro de largura e 90 cm de altura e de tão pequena, pode ser acomodada no interior de uma van de tamanho médio.

Mas engana-se quem pensa que com toda essa economia, não há espaço suficiente para ‘o morador’ viver. A casa vem com todos os confortos básicos como um banheiro com gerenciamento de resíduos sólidos água encanada, reciclagem de águas cinzas, um chuveiro diferente de qualquer outro que você já viu, uma turbina eólica e todas as vantagens de se juntar ao movimento das casas pequenas.

A  ‘obra’ é criação do artista e escultor de Boston Jeff Smith, que se dedicou durante dois anos para criar uma minúscula habitaçã o levada ao extremo, cujo desafio era de criar diversos ambientes funcionais de uma espaço minúsculos.

Leia Também:  Cleo Pires revela que já esteve em relacionamentos abusivos em livro

Por mais engraçado e bizarro que possa parecer, a menor casa do mundo é de fato funcional. O piso do quarto de solteiro serve tanto de cama quanto de sala e há uma clarabóia que se abre para quando o morador quiser se levantar.

Além disso, há uma pequena pia que jorra água de uma vasilha e um forno de uma boca. A água da pia é redirecionada para os canteiros de flores do lado de fora da janela, onde há um cultivo de rúcula.

Há também um buraco no chão coberto por um Frisbee no lugar de um banheiro, com o ‘sistema de gerenciamento de resíduos’ sendo uma bandeja de aço cheia de areia para gatos. O chuveiro é um recipiente em forma de caixa feito de material termoplástico que borrifa finos jatos de água por todo o corpo e, segundo o próprio Smith, não deve em nada para um chuveiro convencional.

Smith conta que a sua casinha é feita inteiramente de materiais reciclados , desde as tábuas de madeira até as placas reaproveitadas usadas para as janelas de vigia, e a porta do celeiro reciclada para a entrada.

Leia Também:  'Power Couple': Rogério revela que sonhou com a "morte de um cantor"

Pesando 226,8 kg, o único inconveniente é o esforço para ‘estacioná-la’ de um lugar para outro, conforme as próprias palavras do inventor e o mais curioso é que, um ano após sua introdução, em 2016, Smith listou a casa para alugar no Airbnb , pedindo US$ 55 por noite, ou R$ 288 em uma conversão simples.

Na época, Smith chegou a receber algumas reservas e foi questionado pela imprensa local sobre o motivo de inventar uma casa tão pequena, e o mesmo disse que há alguma fantasia em toda a ideia comentando aos jornalistas se realmente eles gostariam de morar em uma pequena casa?

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA