Polícia

Polícia Civil lança nova versão de Sistema GEIA integrado ao Ministério Público e à Politec

Publicados

Polícia

A nova versão do Sistema Geia, desenvolvido pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (COTI) da Polícia Civil de Mato Grosso, entrou no ar nesta quarta-feira (22.06), trazendo três novas funcionalidades, dentre elas a integração com o Sistema SIMP do Ministério Público Estadual (MPE).

As outras duas atualizações são a leitura biométrica associada diretamente à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), facilitando o trabalho policial na identificação de pessoas e a tela de “notificações e pendências” que mostram ao servidor os seus procedimentos pendentes no sistema.

O coordenador da COTI, Fábio Arruda Goés Ferreira, o novo sistema traz grandes mudanças, como a integração ao Sistema SIMP, que facilitará e garantirá a agilidade e qualidade do inquérito policial eletrônico. 

Com a integração ao sistema do Ministério Público haverá mudança no fluxo de tramitação dos procedimentos policiais, nos casos de cota e dilação, o processo no PJe será tramitado diretamente entre MP e Polícia Civil até que seja oferecida a denúncia ou manifestado pelo arquivamento, ocasião em que o fluxo será desviado para apreciação do magistrado. 

Leia Também:  Polícia Federal deflagra operação contra desmatamento e garimpo ilegal em terras indígenas no estado de Rondônia

“Nessa nova versão, a tramitação do fluxo do inquérito mudou tramitando direto entre a Polícia Civil e o Ministério Público e ainda que a movimentação indique a necessidade de atuação de uma das instituições, todos os documentos estarão disponíveis no PJe para acompanhamento do magistrado vinculado ao processo”, explicou Fábio. 

A atualização do sistema também traz como nova funcionalidade a validação biométrica direto na Politec, o que permite que as pessoas que tenham a biometria coletadas sejam imediatamente identificadas, se cadastradas no sistema da unidade de perícia. 

A terceira atualização que o sistema disponibiliza é a tela de notificações e pendências que permite que os servidores dentro do Sistema Cartorium verifiquem as pendências dos seus procedimentos em andamento, garantindo que nenhuma etapa seja esquecida e a qualidade dos trabalhos realizados. 

Para o delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende, a finalização e a entrada em funcionamento da nova versão do Geia é resultado de um trabalho incansável da COTI para trazer melhorias e novas integrações, em busca de um sistema de excelência de investigação e gestão policial. 

Leia Também:  Polícia Civil prende em flagrante homem que agrediu esposa em balnerário em Confresa

“A Polícia Civil lança a nova versão do GEIA, agora com uma mudança muito mais significativa, trazendo uma evolução que certamente transforma o sistema utilizado em Mato Grosso mais eficiente e uma das melhores ferramentas tecnológicas do país”, destacou o delegado-geral.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Publicados

em

Um caminhão carregado de madeira irregular foi apreendido na noite de quinta-feira (30.06), no município de Comodoro, região oeste do Estado, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Três pessoas foram presas em flagrante pelo crime ambiental.
 
Os policiais civis de Comodoro e os agentes da PRF realizavam barreiras na região de fronteira, visando o combate a extração ilegal de madeira em terras Indígenas, quando na noite de quinta-feira (30), avistaram um caminhão transportando a matéria prima. 
 
A fiscalização policial foi montada na Rodovia BR 174, próximo ao KM 555, entre os municípios de Comodoro e Vilhena, no Estado de Rondônia.  Durante a abordagem foi verificado que o veículo era ocupado pelo motorista e mais dois indivíduos.
 
Na ocasião não foram apresentados os documentos obrigatórios, além da documentação exigida para o transporte de madeiras, como o Documento de Origem Florestal e a Guia Florestal, além disso, o caso do transporte da madeira feito no período noturno, constitui uma agravante ao crime ambiental previsto na Lei Federal  9.695/98.
 
Diante dos fatos, o caminhão com a carga de madeira foi apreendido, e os três suspeitos conduzidos para Delegacia de Comodoro, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Foragido de MT por estupro contra vítima com deficiência é preso no interior do Pará pela Polícia Civil
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA