Rondonópolis

TJMT acata pedido da PGM e suspende decisão que impedia o Município de terceirizar mão de obra

Publicados

Rondonópolis

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) acatou pedido de suspensão de liminar apresentado pela Procuradoria Geral do Município (PGM) para que a administração de Rondonópolis possa terceirizar a mão de obra, licitar mão de obra terceirizada e prorrogar contratos vigentes evitando assim a paralisação de serviços.

A presidente do TJMT, Maria Helena G. Póvoas, acredita que a medida liminar da 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Rondonópolis de maio, geraria “grave lesão à ordem pública” afetando a limpeza de praças, paço municipal, parques e pontos de ônibus, além de prejudicar o andamento das aulas presenciais, desabastecer a zona rural devido a necessidade de manutenção de estradas e pontes, entre outros setores que dependem dos contratos de terceirização. 

Sendo assim, deferiu no final da manhã dessa terça-feira (22) o pedido de suspensão da decisão de maio para permitir a contratação de pessoal terceirizado para a execução das atividades meio da mesma maneira que a administração do município vinha fazendo.

Outro ponto citado é sobre a possibilidade de prorrogação e renovação dos atuais contratos com empresas terceirizadas para trabalhos na área instrumental como auxiliar de serviços gerais, auxiliar de manutenção e conservação, auxiliar de cozinha, agente de apoio operacional, logístico e administrativo, guarda patrimonial, motorista condutor de ambulância, motorista de transporte escolar e servente de limpeza.

Leia Também:  Justiça suspende ações contra empresa do 'faraó dos bitcoins'

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Cidades

Deu ruim: Responsável por casa de shows em Rondonópolis e encaminhado a delegacia por apologia ao crime

Publicados

em

Banner na frente da casa de Show Foto: PM MT

A Polícia Militar  na noite de  sexta-feira   01/07 ÀS 23:05HS durante uma operação  na Lions Internacional  região  da Vila Aurora, foram 

Informados que uma casa de Show  da região  estaria promovendo  evento com apologia ao crime.

Atravez de um BANNER a frente da casa de Show  com o dizer: (VICRIME) e imagem  de uma parede com metragem  na qual é  usada para fazer registro  das pessoas  fichadas em delegacia.

De acordo  com o comando, pais que estavam  em uma casa de festa infantil  ao lado da casa de Show,  relataram  está incomodados com a forma e dizeres do banner  o que levava a entender  como uma exaltação ao crime.

A guarnição  policial chegando a casa de Show  identificou o responsável  no qual foi dado voz de prisão e solicitado a retirada  do banner.

Ambos responsável  e o material  foi encaminhado  a delegacia  para o registro  do  boletim  de ocorrência.

 

 

 

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Município de Gaspar, em Santa Catarina, recebe título de Capital Nacional da Moda Infantil
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA